sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Boa música

A música acompanhou minha chegada ao trabalho nesta manhã.

Zé Ramalho - Chão de Giz

Bela Photo

Coisas idiotas (2)

Sim, 155555km marcava o hodômetro do carro da empresa.
A mesma que, dias atras, ocorreu em nosso carro. Só isso.

Chen Xiao

Hoje, pela web, conheci a história de uma pessoa que resolveu fazer diferente. A chinesa Chen Xiao resolveu se alugar (não prostituir) após uma fase difícil, para pagar contas em bancos, comprar flores, jantar com mendigos entre outras coisas. A história pode ser lida em mais detalhes no link, se desejarem, é claro.

Esta história, no meu ver, indica o futuro para meus filhos e netos. Utopia? Hum...Talvez... Talvez.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Arjuna


Drona Archarya foi o maior professor de arco e flecha que já existiu. Drona possuía vários alunos: Arjuna, Ashwathama, Yudhistar e muitos outros. Dentre todos esses alunos, Arjuna era o melhor no arco e flecha. Uma vez, os alunos acusaram Drona de proteger Arjuna. Segundo eles, Arjuna não era tão bom quanto dizia. Desse modo, Drona disse:

“Amanhã, faremos uma competição de arco e flecha para descobrirmos quem é o melhor arqueiro.”

No dia seguinte, Drona colocou um pássaro de madeira no alto de uma árvore, há bastantes metros de distância.

“Veêm aquele pássaro de madeira, no alto daquela árvore? Mirem em seu olho”, orientou o professor.

Então, o professor chama o primeiro aluno a realizar o teste: Yudhistar. Yudhistar escolheu sua melhor flecha, colocou no arco e puxou a corda. Antes de atirar, Drona perguntou: “O que você vê?” “eu vejo o sol, as nuvens e as árvores”. Após responder, Yudhistar soltou a corda de seu arco. A fleche saiu com bastante velocidade, mas tocou o solo há vários metros do alvo.

O próximo estudante a prestar o teste seria Ashwathama. Da mesma maneira que Yudhistar, ele escolheu sua melhor flecha, colocou em seu arco e puxou a corda. Antes de atirar, mais uma vez Drona perguntou: “O que você vê?”. “Eu consigo ver o pássaro de madeira, as folhas em sua volta e uma pequena lagarta em um ramo próximo ao galho”. Ashwathama levou todo o público ao delírio! A maioria das pessoas presentes não conseguia nem ao menos enxergar corretamente o pássaro, quanto mais todos esses detalhes. Finalmente, ele soltou a flecha, que saiu com velocidade em direção à árvore em que o pássaro de madeira estava. No entanto, apesar da visão fantástica de Ashwathama, a flecha alcançou apenas as raízes da árvore onde estava o pássaro. Em seguida, diversos outros estudantes tentaram atingir o olho do pássaro de madeira. Em contrapartida, nenhum deles conseguiu algum resultado mais satisfatório que Ashwthama.

Finalmente, havia chegado a vez de Arjuna. De maneira semelhante à todos os concorrentes anteriores, ele selecionou a melhor de suas flechas, colocou em seu arco e puxou a corda. Veja logo abaixo o diálogo entre Druna e Arjuna, enquanto a corda ainda estava sendo esticada.

Drona: “O que você vê?”
Arjuna: “O olho do pássaro”.
Drona: “Você vê a árvore?”
Arjuna: Não.
Drona: “Você vê o galho?”
Arjuna: Não.
Drona: “Você vê o pássaro?”
Arjuna: Não.
Drona: “Então, o que mais você consegue ver, Arjuna?”
Arjuna: “Nada. Eu só vejo o olho do pássaro.”

Em seguida, Arjuna soltou sua flecha, que saiu com velocidade. No entanto, ao contrário dos outros competidores, a flecha de Arjuna acertou o olho do pássaro com enorme precisão.

Acidente (2)

Ontem a tarde, entro na Avenida 07 de Setembro e... Advinhem?

Sim, dois ocupantes de uma moto estatelados no chão.

Nada grave, apenas arranhões. Mas a sabedoria popular ensina: não mexe na vítima! não mexe na moto!

Que cena! Um quilometro de trânsito por conta dos curiosos e os dois ocupantes que podiam sair andando, acharam melhor ficar torrando no asfalto sem se mexer aguardando a ambulância.

Agora o melhor. Cairam em linha reta, em uma larga avenida onde os veículos não ultrapassam 40 km/h (velocidade média de uma bicicleta). Disseram que foram fechados por um automóvel.

Acho melhor voltar andar à cavalo. É mais seguro.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Boa música

Ésta música é o envelhecimento.
Naturalmente, tudo envelhece.
Entender o velho é ver além.


Sapato Velho - Roupa Nova

...Hoje não colho mais
As flores-de-maio
Nem sou mais veloz
Como os heróis...



terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Acidente

Como de costume, as 7:30 entro na Avenida 7 de Setembro com pouca visão, devido ao luscofusco  do sol matinal. A minha frente uma moto com dois ocupantes atravessam o cruzamento próximo quando um carro atravessa.

A moto bate na lateral do carro em movimento e os ocupantes são lançados para o chão, o passageiro com alguns arranhões e o motorista muito machucado chora de dor com o pé torcido e um forte edema na barriga.

Ajudei nos primeiros socorros até a retirada do rapaz à ambulância. Deixei meu telefone para o motorista para o caso de precisar de testemunha e segui meu caminho, pensando.

Nestes 16 anos conduzindo veículos diversos, nunca estive envolvido em acidentes graves. Os poucos que ocorreram, foram de pouca importância, em baixa velocidade nas grandes cidades.

Desde que mudei, uma das coisas que continuam a incomodar é o péssimo trânsito. A grande maioria dos condutores são desprovidos de bom senso e as sinalizações são dispostas a promover um desatre.

Vejo acidentes absurdos, inconsequentes e até rídiculos como o que ocorreu hoje pela falta de bom senso. Me dói ver um menino correr o risco de ficar tretaplégico por bobeira, matar uma família inteira em uma ultrapassagem suicida, passar em um cruzamento sem ver se há carros transitando são alguns, dos tantos que tive conhecimento nestes quase três anos, muito mais que todos os da minha vida.

É um absurdo. Não me conformo. Muitas vezes me chamam de maluco, reclamão, chato, imbecil, piloto, impaciente, mas é desta maneira defensiva, que salva eu e minha família de muitas destas barbaridades. O que ocorreu hoje dava para se evitado, era só um dos dois usar o bom senso, porra.

Acho que sou de outro mundo. Não é possivel.



segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Tá explicado

Homens têm dificuldades em ouvir o bebê chorando
Pesquisa americana conclui que o choro das crianças não está entre os sons que mais pertubam o sono masculino. 

Agora posso voltar a dormir tranquilo. :-)

Dica do dia

Se você gostaria de baixar os vídeos que assiste no youtube para posteriormente ouvir em seu mp3,celular, DVD entre outros, veja como é mais fácil com este recurso.


"Selecione os 12 primeiro caracteres do link, até a letra “y”, como na figura.
- Em seguida basta substituir a parte selecionada (http://www.y) pelo número 3. Também funciona se substituir apenas “www.y”.
Por exemplo:
URL Original: http://www.youtube.com/watch?v=GaVD3k1H1Fc
URL para Download: 3outube.com/watch?v=GaVD3k1H1Fc"


Na prática, subtitua o "http://www.y" por "3" e aperte Enter.

Comigo funcionou bem. Baixei este vídeo-clipe, que particularmente adoro.

James Morrison (feat Nelly Furtado)
Broken Strings


...Running back through the fire
When there's nothing left to save
It's like chasing the very last train
When we both know it's too late
Too late...




Pão de queijo

Comendo pão de queijo, café da manhã.

Pintura

Novamente nos tornamos pintores de fim-de-semana. Domingo realizamos a pintura para entregar das chaves do apartamento da Claudinha, conforme acertado com a imobiliária. Mais complicado que o salão, saimos todos com muita tinta no corpo e tomamos um sorvete para terminar o dia.


sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Bracelete (2)


A foto do bracelete encontrado por acaso, algumas semanas antes de descobrir o verdadeiro sexo do bebê, com o nome Valentina.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Festa

Ontem tivemos aniversário.
A Hilda, sempre generosa, organizou uma festa para a Frãn e Bruna que comemoram este mês. A Valentina como sempre, adora uma bagunça.




Coisas idiotas

Sabe aquelas coisas idiotas, que só um idiota se dá conta?

Então, aconteceu hoje de manhã.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Vibe, Outro significado


Vibe é uma menina dinamarquesa que perdeu a luta contra um tumor celebral, diagnosticado aos 5 anos de idade. Morreu em 2009 com 7 anos, após inumeras radio-quimio terapias. O ensaio fotográfico (clique aqui) é emocionante, não veja se não está afim de se emocionar.

As imagem do pai reflete a dor, amor e principalmente a necessidade de viver sem maiores pretensões. Um dia a mais, já é lucro.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

5 meses

Para não deixar passar em branco, um vídeo feito rapidamente comemorando seus 5 meses. Te amo.


Veni, vide, vici

Em meados de 2003 comecei a me interessar com mais vontade pela história do automobilismo. Na época, ainda vivia em São Paulo e minha função permitia pesquisar sobre o assunto na internet. Acabei me tornando leitor de algumas colunas que eram publicadas semanalmente e com o passar do tempo fui encontrando sites com conteúdo rico em relatos do que aconteceram no Brasil e no mundo.

Kart "Língua de Vaca", Jan/2010

No início era um passa tempo. Depois de ter conversado virtualmente com alguns ex-pilotos e assistir algumas exposições de carros de competição, comecei a filtrar minhas pesquisas no automobilismo brasileiro. Até cheguei à época a realizar alguns ensaios áudios-visuais com este tema para apresentar os trabalhos de faculdade.

Algum tempo depois comecei a conhecer os Blogs, que na época era uma febre. Demorei um bocado para encontrar os que tratavam do tema e ainda se mantinham atualizados. Com um pouquinho aqui e ali, descobri que havia no Brasil um dos maiores acervos de carros de automobilismo da América Latina, mas que infelizmente havia acesso restrito e ainda ficava há mil quilômetros de onde estava.

Curiosamente, fui passar uns dias de férias na mesma cidade onde está o museu. Tentei contato para a visita, mas não funcionou. Após algumas decisões importantes, resolvemos morar nesta cidade, até que enfim, no aniversário de comemoração dos 150 anos no ano posterior, foi aberto rapidamente ao público para uma breve apresentação do museu.


Neste dia, não entendia nada do que estava vendo. Tinha pouca informação sobre aquilo tudo e fiquei de certa forma decepcionado comigo mesmo. Mais um longo tempo se passou e recebendo a visita de meus pais, pude em uma sorte absurda, agendar uma visita de encaixe junto um grupo de engenheiros que no fim não apareceram. Ficamos com um museu só para nós com atendimento VIP do proprietário.

Jan Balder no protótipo Norman Casari, Jan/2010

Mantive amizade com esta pessoa, continuei minhas pesquisas, aprendi mais um pouco até que neste fim de semana, um grupo seletíssimo veio à cidade para além de visitar novamente o museu, dar umas voltas no circuito de Guaporé com parte do acervo histórico. Quase cai para trás quando fiquei sabendo que esta seria minha oportunidade de estar perto dos amigos virtuais que havia feito ao longo do tempo e mais uma vez ficar perto dos carros tão raros.

Jan Balder em seu protótipo. Autódromo de Guaporé, Jan/2010.

A visita foi um show. Lá descobri que estava presente um dos maiores pilotos do passado, Jan Balder. Daria para escrever milhares de linhas sobre tudo que foi conversado por lá. Jantei com os caras e no dia seguinte as 06h30min já estávamos prontos para ir ao autódromo ver as preciosas máquinas correrem. Tudo estava dando certo e pintou a chance de andar em um dos carros pela tarde, quando todos já tivessem esgotado suas doses de adrenalina dentro da pista.

Eu no Fitti-Vê. Autódromo de Guaporé, Jan/2010.

Ai me diz: "Aun! Bota o casco que é a sua vez. Monta no Fitti-Vê!". Nada mal, para que nunca tinha andado em um carro de competição, muito menos andado em um circuito que fosse, começar em um monoposto clássico e genuíno que Emerso Fittipaldi andou e ganhou suas primeiras corridas. Nem falei nada. Entrei, segui as recomendações, fui pra pista, deis algumas voltas e delirei.

Mais um pouco, pude entrar no carro que o Rubinho começou a carreira. Ligo a chave peço orientação e vou-me embora outra vez. Uma emoção que não da para explicar. Tentei assimilar o que aconteceu nesses dias e ainda não consegui. Quem sabe com o tempo isto seja possível.

Eu no Fórmula Ford. Autódromo de Guaporé, Jan/2010.

Uma coisa eu sei. Foi muito, muito, muito especial o que aconteceu nestes dias. Fui um dos poucos que tiveram sorte de andar nestes carros, tendo conhecimento do quanto eles valem para a história deste esporte. Em uma comparação abstrata, seria como vestir a camiseta que o Pelé ganhou a Copa e no Pacaembú, bater uma bolinha com o Sócrates só pra se divertir.







Imaginem. Loucura, mas aconteceu.
Quem sabe a Valentina não se anima neste esporte...

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Vaso, Vazô, Bidé,

Últimamente as papinhas tem feito parte da alimentação da Valentina. O cocô, que antes saia com um simples espirro, agora precisa de várias manobras até que possa ser expelido. Ela chega a prender a respiração, fica vermelha de tanta força que faz. A obra termina com um cheirinho agradável de sulfeto de hidrogênio, aquele de ovo podre...


quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Terremoto

Ontem houve um terremoto no Haiti. O país que já balançava com desentendimentos civis agora sofre com um desastre natural que acaba de destruir o que ainda estava de pé.

Apesar de compreender a gravidade da situação, acho este fato mais uma amostra de nossa miudeza. Muitos serão os inconfomados com as perdas. Notícias tolas e mensagens de esperança terão prioridade nos próximos dias.

Do pó viemos, ao pó voltaremos. Isso não vai mudar.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Metade de tudo

A Valentina tem metade de tudo. Metade do nosso quarto é dela, assim com a metade da sala de estar, metade da sala de jantar, metade da cozinha, metade do carro, metade dos dois banheiros, metade da lavanderia e para não deixar por menos um quarto só dela e eventualmente metade de nossa cama. E ela nem tem metade do nosso tamanho...

Fim de tarde

Desde dezembro parei de dar aulas. O tempo estava passando e não conseguia chegar em casa antes das 22:30hs, não curtia quase nada a Valentina, a Hilda, os Cachorros, a Casa, além da escola me judiar por estar dificulades financeiras. Uma pena, porque parei de fazer uma das coisas que mais gosto, mas olha só o que ganhei...

Pintura


Esse último domingo pintamos nosso salão. Tivemos a ajuda de algumas pessoas inclusive da pequena. Conseguimos acabar em um dia quase toda a parte de baixo e apesar de cansativo o resultado ficou muito bom. Nos próximos fim de semana estaremos retocando mais alguns pontos.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Calendário Cósmico

MÊS

OCORRÊNCIAS

Janeiro

Big Bang – a grande explosão que originou o universo atual

Fevereiro


Março


Abril


Maio

Origem da nossa galáxia – a Via Láctea

Junho


Julho


Agosto


Setembro

Dia 14 - Surge o planeta Terra

Dia 25 - O planeta conta com os primeiros seres vivos

Outubro

Primeiras bactérias e algas azuis

Novembro

Dia 01 - Surgimento dos primeiros organismos sexuados (bactérias)

Dia 12 - Primeiras plantas fotossintéticas

Dia 15 - Primeiras células com núcleo (eucariontes)

Dezembro

Dia 01 - Surge o oxigênio na atmosfera.

Dia 15 - Extenso vulcanismo no planeta.

Dia 16 - Surgem os primeiros vermes.

Dia 17 - Prosperam os invertebrados.

Dia 18 - Prosperam os trilobitas.

Dia 19 - Primeiros peixes e vertebrados.

Dia 20 - Primeiras plantas vascularizadas, colonização vegetal da Terra.

Dia 21 - Primeiros insetos e primeiros animais a colonizar a terra.

Dia 22 - Primeiros anfíbios e insetos alados.

Dia 23 - Primeiras árvores e répteis.

Dia 24 - Primeiros dinossauros.

Dia 26 - Primeiros mamíferos.

Dia 27 - Primeiras aves.

Dia 28 - Extinção dos dinossauros e primeiras flores.

Dia 29 - Primeiros cetáceos e primatas.

Dia 30 - Primeiros hominídeos e proliferação de mamíferos gigantes.

Dia 31 - Primeiros seres humanos.

Descrição do último dia do calendário cósmico.

HORA

OCORRÊNCIAS

13:30

Surgem o Proconsul e Ramapithecus, prováveis ancestrais antropóides do homem.

22:30

Primeiros seres humanos surgem.

23:00

O homem está na idade da pedra.

23:46

O homem domestica o fogo.

23:56

Início da última glaciação.

23:58

O homem chega à Austrália.

 

Descrição do último minuto do calendário cósmico.

23h59min

OCORRÊNCIAS

00s

Numerosas pinturas em cavernas datam desta época.

20s

Criação da agricultura.

35s

Civilização Neolítica e primeiras cidades.

50s

Primeiras dinastias na Suméria e Egito.

51s

Invenção do alfabeto, império Acadiano.

52s

Código de Hamurabi na Babilônia e Reino Médio no Egito

53s

Idade do bronze, cultura micênica, Guerra de Tróia, cultura Olmeca, bússola.

54s

Idade do ferro, Primeiro Império Assírio, surge Israel, surge Cartago (fenícios).

55s

Império Asoka (Índia), Ching (China), Atenas de Péricles, nasce Buda.

56s

Império Romano e nascimento de Jesus Cristo.

57s

Dinastia Sung (China), impérios Bizantino, Mongol e Cruzadas.

58s

Renascimento, expansão européia, Dinastia Ming (China).

59s

Descobrimento da América até os dias de hoje.

Voltativa

Acabo de voltar de férias. Durante os 29 dias muita coisa aconteceu, a Valentina cresceu e esta muito esperta. Parecia saber que não ficaria mais tanto tempo com ela. Chorou e fez manha a noite toda. Temos que nos acostumar com a nova rotina.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Banho


Mais uma foto para tentar manter este espaço atualizado. Desculpem mas está muito corrido.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Pelicula


Apenas para não ficar muito tempo sem postar, publico uma foto para vocês. Agora temos uma máquina digital e será mais fácil manter este blog atualizado com registros de imagem e vídeo.

Feliz 2010!